Emmanuel Bassoleil entra para a equipe do Food Network

Chef francês estreia programa gastronômico com a participação de pessoas desastradas na cozinha e chefs famosos

O chef Emmanuel Bassoleil vai comandar o programa “Um dia de chef” do canal Food Network, com estreia no dia 22 de novembro, às 22h30. O talent deve impulsionar ainda mais audiência da programação brasileira, com um programa feito sob medida para o apresentador – mais um desafio para sua extensa carreira em restaurantes e hotéis.

“A chegada do chef vem num ótimo momento do Food Network, pois estamos ampliando nossa grade de produção local e inovando para atender a demanda do mercado, que precisa de novos formatos de programas para expor suas marcas de forma cada vez mais precisa”, diz Adriana Alcântara, vice-presidente de marketing e produção da Scripps Networks Interactive Latin America.

O programa consiste em ensinar pessoas comuns, sem nenhuma familiaridade com a cozinha, a apresentar um prato digno de restaurante. A cada episódio, Emmanuel convida um chef famoso para dar uma receita e mostra o passo a passo para o iniciante, que se esforça para realizar o desafio. No final, o chef classifica o resultado como gostosinho, honesto ou desastre.

“Este programa é um passo importante e diferente na minha carreira, dou dicas e ensino pessoas que nunca entraram numa cozinha como cozinhar, com rigor e simpatia. A gastronomia esta cada vez mais presente nos lares e a obrigação de cozinhar não é mais o papel da mulher, é da família inteira, pais, mães , crianças e avós. O interesse pelo assunto aumentou muito, algo que não existia há 20 anos”, diz o chef.

Bassoleil é responsável pela gastronomia do Hotel Unique e do restaurante Skye há mais de 15 anos, eleito em 2006 um dos nove melhores restaurantes de hotel do mundo pela revista Hotel’s Magazine. Com 40 anos de experiência em gastronomia, o chef é pioneiro em inovações e recebeu vários prêmios em reconhecimento ao seu trabalho, que soma 30 anos no Brasil.

 

Sobre o chef

Emmanuel herdou o amor pela comida dos pais Chantal e Robert, a mãe cozinheira de mão cheia e o pai, apreciador da boa mesa e dos bons vinhos. Ao iniciar no mundo da gastronomia em Dijon, na França, seu maior desejo era conhecer aromas e temperos de outros países. E conseguiu, pois no prazo de três anos deu duas voltas ao mundo como sous- chef de cuisine num navio de cruzeiro, até escolher o Brasil como casa definitiva.

Foi chef e proprietário do Restaurante Roanne durante 15 anos, período que foi reconhecido como Melhor Chef do Ano (1993 e 2001), lançou três livros de sua autoria e ainda participou de outras 21 publicações na área de gastronomia. Foi um dos Fundadores da Extinta Associação Brasileira da Alta Gastronomia (ABAGA), foi sócio-proprietário do Bar Azucar e  Restaurante Azur de 2000 a 2006.